Campus Party tem até palestra de roqueiro do Iron Maiden e UFC de robôs!

A primeira coisa que chama a atenção de todos que acompanharam a #CPBR7 (seja ao vivo ou por streaming) é que dos oito nomes de convidados principais, apenas metade é diretamente ligado à tecnologia!

Conforme prometido, vamos falar um pouco sobre o que foi até aqui a Campus Party Brasil. Me lembro de edições passadas em que acompanhei, de nomes como Steve Wozniak e grandes evangelistas de Linux como principais nomes, mas este ano, o nome mais aclamado é Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden, e empreendedor no ramo da aviação, acredite…

Bruce+DickinsonA palestra de Dickinson falou um pouco de tecnologia, sobre a necessidade de pensar “fora da caixa”, não se contentar com pouco, criatividade e afins. Uma verdadeira “salada”, mas que agradou razoavelmente, e impressionou os fãs da banda.

Como o foco nessa edição foi empreendedorismo, isso na minha opinião expos a parte ruim da chamada “democratização das ferramentas digitais”. Esse aumento de apps e projetos digitais causou uma notável queda de qualidade e execução das ideias. Há muita gente produzindo muito conteúdo semelhante, na correria, com receio de que seja tarde demais. Há muitos números bonitos, o mercado parece gigantesco mas a pergunta é: existe tanto dinheiro para bancar tantas ideias? Os investidores em startups estão na #CPBR7, mas convence-los…

Um dos destaques do evento na área de tecnologia eu diria que foi a palestra de Ricardo Kléber, coordenador grupo de pesquisa em segurança da informação e software livre e Ethical Hacker Academy do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). Ele detalhou os principais cenários favoráveis a intercepção de dados na Internet e sobre o conceito de “grampo” legal praticado pelos governos, e o ilegal praticado pelos hackers.

Outra fato interessante: Três projetos brasileiros são finalistas do desafio Smart Cities FI-WARE, que busca soluções na internet para problemas urbanos. Os aplicativos estão focados em resolver problemas sobre transporte público, prevenção e gestão de desastres naturais e psicologia ambiental.

Mas nem tudo é “paz e amor” na #CPBR7! Este ano a tem a batalha de robôs no melhor estilo UFC! Chamadas de “Ultimate Robot Combate”, as batalhas acontecem entre robôs da categoria de até 55kg. Eles são equipados com lâminas afiadas, martelos, discos de impacto e até fogo. Ou seja, vale tudo para detonar o adversário.

De resto, na feira você encontra projetos legais, como o simulador do Detran (que mostra como é dirigir sob efeito de álcool), o sistema de AppLink anunciado pela Ford (tipo um smartphone embutido no carro, que oferecerá aplicativos para baixar, com diversas funções para facilitar a vida do motorista), lançamento de muitos games (as salas de games sempre lotadas com um verdadeiro desfile de PC´s “Ostentação”) e por fim, muita publicidade em soluções criadas pelas grandes marcas high tech em seus stands!

Os problemas na #CPBR7 foram muitos também! Comida cara, falta de energia no primeiro dia, o mercado BitCoin não funcionou direito (era uma das grandes inovações), fila imensas, internet livre instável e o calor infernal!

É isso pessoal, a partir de agora, as melhores palestras começam a ocorrer, e final de semana teremos o evento chega ao seu ápice!

Até a próxima!

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *