Foco no Relacionamento

Vendas Efetivas

Uma loja virtual com um grande número de visitantes pode dar a impressão de que é um negócio movimentado, relacionamento_inteligentebem-sucedido e lucrativo. Mas enfocar somente a atração de visitantes pode levar uma empresa virtual à falência mais rápido do que se imagina.

Ao contrário, converter meros visitantes em clientes e retê-los é um esforço muito mais compensador. Converter curiosos em consumidores tem sido o desafio de todo tipo de negócio desde a invenção do varejo.

A internet tornou a conversão e retenção de clientes ainda mais difícil: todos os fornecedores oferecem o mesmo grau de conveniência e produtos, o site tem que se vender sozinho, sem o poder de persuasão de um bom balconista, sempre há outra opção, é só dar apenas alguns cliques à frente.

Como resultado, menos de 4,5% das visitas aos sites resultam em vendas. E é ainda mais difícil reter as pessoas que compram pela primeira vez e transformá-las em clientes habituais.

Há um outro grande problema: Quer tirar um produto, ou até mesmo uma empresa ruim do mercado? Basta investir em publicicidade! Em questão de dias você consegue alcançar este objetivo…

Qual é a solução? O Relacionamento

Faça parte da vida de seu cliente, ofereça produtos e serviços que atendam às expectativas e ultrapassem sempre estas expectativas.

O foco deve ser na contribuição mútua, quanto mais você oferecer ao seu cliente e facilitar aquela área da vida dele na qual a sua empresa atua, mais o cliente vai te devolver em publicidade gratuita e retorno.

O setor que possui a maior chance de fidelizar o cliente é o de atendimento a reclamações. Por mais estranho que pareça, as reclamações têm até um lado positivo, dependendo da forma e circunstância com que sejam abordadas.

Ao dedicar atenção à reclamação de um cliente, a empresa resolve o problema dele e, muito mais, um problema seu, o cliente que reclama implicitamente quer continuar a se relacionar com a empresa, claro que para isso ele quer ser bem tratado.

Sendo o problema resolvido, 54% a 70% dos clientes reclamantes voltam a fazer negócios com a empresa. Caso o atendimento ocorra com rapidez, a proporção aumenta para 95%.

Vê-se, portanto, que a reclamação de um cliente não é sinal que tudo está perdido; ela é, sim, um indicador da necessidade urgente que a empresa tem para direcionar maior atenção a determinados processos.

Quando fazem a reclamação e não são atendidos, os clientes, com um sentimento de vingança ainda maior, comentam suas experiências para mais de oito a dezesseis pessoas.

Quando os problemas da reclamação são resolvidos de maneira satisfatória já no primeiro contato, os clientes, satisfeitos, comentam o resultado com oito a dez pessoas.

A adoção de uma postura mais ativa de processamento das reclamações pelas empresas é um processo capaz de auxiliá-las no estudo, compreensão e aprendizado das suas razões, proporcionando-lhes condições mais pontuais para trabalhar uma sistemática de resolvê-las com eficácia.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *