Grupo Alibaba e seu site AliExpress, o rei do e-commerce chinês reina no Brasil

aliexpressConfesso que demorei a explorar esse site! Na verdade, ele me chamou a atenção da pior forma: Lembra daquela reportagem onde aparecia um bilhete escrito “Sou escravo, ajude-me”? Só para refrescar a memória, o pedido veio em inglês, acompanhado uma blusa que a moradora de Águas Claras DF recebeu em um encomenda foi feita no site AliExpress, ali comecei a perceber que os chineses estavam começando a invadir nosso espaço virtual.

Para quem não conhece, o AliExpress.com é o Mercado Livre ou eBay chinês, um site que reúne vendedores e empresas de vários lugares da Ásia afim de vender produtos no atacado e varejo com o melhor preço para os consumidores de todas as partes do mundo. No Brasil, o site passou a ganhar popularidade nos últimos dois anos, e se deu devido o baixo valor de mercadorias que são vendidas no Brasil por até 5 vezes o preço maior, e também pelo fato de a maioria dos vendedores enviarem os itens comprados com o frete grátis ou num valor de baixo custo.

No site você encontra artigos como roupas, acessórios, jóias, relógios, utensílios para carros, produtos para prática de esporte, bolsas, sapatos, maquiagem, objetos de decoração, brinquedos e produtos eletrônicos de todo tipo.

Sobre a entrega, é bom ressaltar que demora, e as vezes muito! É um exercício de paciência… Em média o prazo vai até uns 30 dias, mas até 4 meses ainda é normal, e isso não é culpa do vendedor, nem do Aliexpress. Aliás, lembre-se que seu pedido vai sair da China, chegar no Brasil, e vai direto para a Unidade de Tratamento Internacional, depois é encaminhado para outro lugar onde ocorre a verificação do pacote, e a decisão se ele vai ser taxado ou não, e só então ele vai para a sua cidade.

Pois bem, voltando ao titulo deste artigo, eu estive acompanhando a loucura que foi o Festival de Compras do site AliExpress, que ocorreu há poucos dias, no dia 11 de novembro. O festival é considerado a maior promoção 24 horas de compras online no mundo. Essa data já é tradicional do comércio eletrônico na China, e esse ano testaram a “sede” do consumidor mundial com uma oferta maior de produtos.

Os números do site AliExpress são absurdos se levarmos em conta que se trata de um site, uma loja virtual! No dia 11, dia da promoção, foram vendidos mais de 9,3 bilhões de dólares em produtos, vendidos para nada menos que 220 países.

A edição deste ano teve a inclusão de marcas estrangeiras como Calvin Klein, Unilever, Costco Wholesale, American Eagle Outfitters e Blue Nile, embaladas em fortes descontos. O grupo anunciou que foi superando o recorde do ano passado, de US$ 5,7 bilhões em vendas num único dia.

Para se ter uma idéia, o site já nas primeiras horas ultrapassou os US$ 3,7 bilhões em vendas online do Dia de Ações de Graças, Black Friday e Cyber Monday, dias de maiores de vendas do e-commerce nos EUA.

E a qualidade do atendimento? É claro que acessando sites de consumidores como o Reclame Aqui, os indices não são bons (http://www.reclameaqui.com.br/aliexpress/), mas por outro lado, as nossas lojas brasileiras também não são o “primor da qualidade”, logo, é difícil comparar.

Comprar da China, quem diria, nunca foi tão fácil como agora! Eu já comprei e posso lhe dizer que fiquei satisfeito. Paguei usando PayPal (tem a opção boleto bancário), e recebi 40 dias depois. A única coisa que senti falta foi o bom e velho parcelamento, coisa de brasileiro mesmo!

Fique atento na questão dos tamanhos (roupas por exemplo), pois as medidas das roupas da China são bem diferentes das comercializadas no Brasil. Outra coisa importante é ficar atento quanto aos limites alfandegários,o que pode encarecer seu produto.

É isso, boas compras! Até a próxima

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *